Criado em 16 Junho 2017 Categoria: Esportes
Imprimir

Palmeirasdará mais um passo na tentativa de livrar o volante Felipe Melo da punição de seis jogos afastado da Copa Libertadores. A Conmebol marcou para o próximo dia 23 uma reunião extraordinária em que ouvirá a defesa dos advogados do Verdão em sua sede, em Assunção, no Paraguai.

A reunião pode ser considerada extraordinária por conta de fugir à normalidade dos julgamentos na Conmebol. Comumente, os clubes só podem apresentar sua defesa através de uma documentação enviada para a entidade, sem poder estar presente para realizar sua defesa no local, perante os membros do Tribunal.

O Palmeiras vem fazendo umlobbycom os membros da entidade sul-americana para reverter a decisão contra o clube. Além da punição em si, o caso é visto como fundamental para que o Verdão mostre força nos bastidores da Conmebol, vista como prejudicial aos clubes brasileiros na Libertadores.

A punição ao Palmeiras prevê que o Verdão fique três jogos sem torcida visitante, pague uma multa de 80 mil dólares (cerca de R$ 250,7 mil. Além disso, o volante Felipe Melo foi punido por seis jogos (o Pibull já cumpriu quatro partidas). Do outro lado, o Peñarol, já eliminado da Libertadores, fez sua última partida da fase de grupos com portões fechados, e recebeu uma multa de 150 mil dólares (cerca de R$ 480 mil).

Com a punição, Felipe Melo só poderia voltar a jogar na Libertadores em uma possível semifinal, caso o Palmeiras avance até esta fase. O volante tem uma lesão no músculo posterior da coxa e deve ficar até seis semanas afastado dos gramados. Além disso, passou por uma cirurgia na mão esquerda nesta semana por conta de uma fratura.

Vale lembrar que a decisão foi estabelecida pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol, em que o presidente da entidade sul-americana, Alejandro Dominguez, não terá participação direta.

 

Foto e imagem: Gazeta Esportiva

 

Da redação

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos abaixo, sendo certo que as opiniões não representam a opinião do portal CBA Notícias.Tem uma denúncia ou sugestão de reportagem, contate-nos: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.