Criado em 12 Junho 2018 Categoria: Esportes
Imprimir

Na despedida de Vinicius Jr., Fla vence e garante liderança até o fim da Copa

Mengão abriu seis pontos de vantagem para o Galo, novo segundo colocado

Chuva de gols, resultados inusitados, tropeço de favoritos e mudança na tabela. A 11ª rodada do Brasileirão apresentou todos os principais ingredientes que fazem desse campeonato o mais difícil do país.

Mas pelos lados da Gávea, o clima é de festa e euforia. O Flamengo, líder do campeonato, recebeu o Paraná, que vinha de duas vitórias seguidas. Diante de uma Maracanã com quase 60 mil torcedores, o Mengão foi para cima e se lançou ao ataque. O jogo não era fácil, e os visitantes cobraram o melhor futebol do rival. Até que aos 20 da primeira etapa, em cobrança de falta, Diego abriu o placar depois que a bola desviou na barreira.

Para o segundo tempo, o técnico do Fla mostrou que está com a estrela ao seu lado e substituiu Jean Lucas por Willian Arão e Dourado por Vizeu aos 17 minutos. Três minutos depois, em jogada do volante, Vizeu se antecipou aos zagueiros e decretou a vitória e a liderança Rubro Negra. Com a vitória, o Flamengo abriu seis pontos de vantagem na liderança e será líder até o Brasileirão voltar após a Copa do Mundo. O jogo ficou marcado também pela emoção de Vinicíus Júnior após a partida. Aos gritos de “Fica, Vinícius”, o atacante, vendido para o Real Madrid, provavelmente fez seu último jogo no Maraca coma camisa do Mengão. Vizeu também se despediu com gol antes de ir para a Itália.

Quem é o novo vice-líder do campeonato é o Atlético Mineiro, que gastou a bola em uma partida de sete gols contra o Fluminense, no Independência. Com dois gols de Róger Guedes, um de Tomás Andrade, outro de Ricardo Oliveira e um Leonardo Silva, o Galo goleou o Flu por cinco a dois. Gilberto e Pedro descontaram para o Tricolor das Laranjeiras.

Depois do tropeço no meio da semana, recuperação com entrada no G4. O Grêmio recebeu o América de Minas e não teve vida fácil, mas conseguiu somar três pontos graças ao gol de Éverton. A vitória deixou o tricolor gaúcho na quarta posição.

Resultado inesperado no Castelão. O lanterna Ceará recebeu o fortíssimo Palmeiras, que conseguiu abrir uma vantagem de dois gols, mas deixou o time da casa empatar. Final, Ceará dois, Palmeiras dois.

Outro empate, com muitos gols, rolou na Arena Fonte Nova. Bahia e Botafogo empataram em três a três. Destaque para Kieza, atacante do Botafogo que marcou dois gols contra o ex-time.
Em um jogo marcado por uma arbitragem confusa, o Santos perdeu para o Internacional na Vila Belmiro, dois a um para o Colorado. Damião, de pênalti, marcou o centésimo gol com a camisa colorada.

Quebra de tabu e terceira posição. No sábado (9), o São Paulo venceu o Atlético Paranaense na Arena da Baixada por um a zero e fechou a rodada como terceiro colocado. Essa foi a primeira vez que o tricolor paulista bateu o Furacão na casa do adversário.

Jogando em casa, a Chapecoense fez valer o mando de campo e surpreendeu o Cruzeiro, dois a zero para os catarinenses.

Em jogo eletrizante, o Vasco derrotou o Sport por três a dois. Pikachu deixou dois na vitória cruzmaltina, que marcou a reestreia de Jorginho no comando do Vasco.

Em Itaquera, o Corinthians vacilou e acabou ficando só no empate com o Vitória em zero a zero. Mais um tropeço em casa do time de Osmar Loss.

Da Redação | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Com informações de Raphael Costa



Leia mais em CBAnoticias.com