Criado em 15 Junho 2017 Categoria: Cidades2
Imprimir

Na ação o Ministério Público Estadual pede que os bens do ex-prefeito e outros quatro fiquem indisponíveis

 

 

O CBA Notícias teve acesso, com exclusividade, a uma ação do Ministério Publica movida contra o ex-prefeito Marcelo Capelini, ao ex-assessor de Gabinete, a um ex-secretário da Cidade, ao ex-diretor jurídico e a Gradim & Advogados Associados. Na ação o MPE diz que “o valor retido indevidamente das contribuições previdenciárias, seja considerado ilícito, reconhecendo-se a nulidade dos atos impugnados e decretando-se, liminarmente, a indisponibilidade de bens dos réus no valor de R$ 1.981.022,27.



Segundo o Ministério Público “foram pagos pela prefeitura, de seu próprio orçamento, valores a título de prestação de serviços especializados de advocacia, sendo certo, todavia, que tal previsão de pagamento sequer constava no contrato, tendo se procedido, ainda, à anotação, nas Guias Previdenciárias, de dados tributários inexatos, provocando um pagamento a menor de contribuições previdenciárias ao INSS, o que gerou a imposição de multa por descumprimento da obrigação tributária, causando prejuízo de mais de dois milhões de reais aos cofres públicos”.

Clique e leia ação (0001272-15.2016.8.26.0666) na íntegra

O Jornal Bom dia Brasil, da Rede Globo, já fez reportagem sobre este mesmo escritório de advocacia que teria sido contratado pela gestão do ex-prefeito Marcelo Capelini. Abaixo você pode assistir a reportagem exibida no dia 15/05/2017

 

ASSISTA A REPORTAGEM

 

Nós procuramos os envolvidos na ação, mas até o momento não tivemos resposta. Caso seja de interesse dos mesmos, a resposta será inserida aqui neste mesmo espaço.

 

Por Everson Carioca

 

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos abaixo, sendo certo que as opiniões não representam a opinião do portal CBA Notícias.Tem uma denúncia ou sugestão de reportagem, contate-nos: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.