Criado em 09 Fevereiro 2018 Categoria: Cidades
Imprimir

O carnaval vai começar e até a proxima terça-feira (13), todo mundo quer garantir aquela foto que vai bombar nas redes e ter como mandar um WhatsApp para encontrar a galera no meio da multidão. Mas um descuido pode fazer o folião entrar para as estatísticas de roubo de celular, e lá se foi a alegria.

O Portal G1 dá umas  dicas de especialistas para evitar ser vítima de furto e roubo nos blocos, e o que fazer caso algum ladrão leve o seu aparelho.

10 dicas para evitar ter o celular roubado no bloco:

- Por mais que comprometa a qualidade das selfies, é preferível deixar o celular mais caro em casa e levar para o bloco um aparelho antigo ou mais simples, que não desperte a cobiça do ladrão.

- Se você só tem o celular caro, o ideal é não levar ou evitar usá-lo em público – mesmo em local aparentemente seguro, como o metrô. Esse tipo de aparelho motiva ladrões em todo lugar.

- Cuidado com esbarrões e empurrões. Essa é uma das formas que os ladrões usam para agir.

- Evitar ao máximo ficar com o telefone na mão no meio de aglomerações ou em calçadas muito movimentadas.

- Não deixar o celular no bolso de trás da calça. Aproveite a volta das pochetes ou use uma doleira por dentro da roupa. Também vale um bolso ou bolsa mais seguros, com zíper, por exemplo. Todos sempre virados para a frente.

- Os criminosos focam em quem dá bobeira no meio do bloco. Então, procure um lugar mais seguro para manusear o celular – encoste numa parede, entre numa loja, numa banca de revista ou pare perto da polícia.

- Também preste atenção ao redor, porque as quadrilhas observam a vítima e descobrem, antes do furto, até a senha de desbloqueio do aparelho.

- Evitar andar sozinho, ruas desertas, ônibus ou vagões de trem vazios.

- Em bares, guarde o celular com você quando estiver bebendo e não o deixe em cima da mesa.

- Crianças que usam celular devem deixar o aparelho em casa se forem pular no bloquinho.

Veja o que fazer, caso tenha o aparelho levado.

Mesmo em casos de furto (quando não há agressão física), faça o boletim de ocorrência o quanto antes. Não deixe para o outro dia.

Em alguns estados, você nem precisa ir à delegacia. É possível fazer o boletim de ocorrência numa delegacia virtual.

Algumas delegacias eletrônicas pedem o código IMEI do celular para fazer o B.O online.

O IMEI pode ser consultado pelo usuário na caixa do produto, na nota fiscal, ou diretamente no celular, digitando *#06#. Ele também pode facilitar o bloqueio do celular.

São Paulohttp://www.ssp.sp.gov.br/nbo/

 

Fonte: G1

Da redação

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos abaixo, sendo certo que as opiniões não representam a opinião do portal CBA Notícias.Tem uma denúncia ou sugestão de reportagem, contate-nos: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.