Criado em 07 Outubro 2017 Categoria: CAMPINAS E RMC
Imprimir

O empresário Robson de Souza, 33, e o assistente técnico Bruno da Silva Santos, 28, foram mortos a tiros enquanto estavam em um veículo Astra 2001 branco na Rua Maximiano Rita, no Jardim Nova Esperança II, em Sumaré. Desconhecidos chegaram em um veículo e efetuaram pelo menos seis disparos, segundo informações de policiais militares que estavam na região e ouviram os estampidos. Ninguém foi preso até o momento. O crime ocorreu às 19h59 desta sexta-feira (6).

Segundo informações do boletim de ocorrência, as duas vítimas estavam no interior do veículo do empresário, quando foram alvejadas por diversos disparos. Policiais militares que atenderam a ocorrência informaram no boletim que populares comentaram que um veículo Corsa branco aproximou-se do carro do empresário e ocupantes (o número não foi informado) efetuaram diversos disparos com uma arma de fogo em direção do empresário, que era motorista do carro. Bruno, que estava do lado do passageiro, também foi atingido.

“Eles vieram no sentido do Calegari e pararam na frente e efetuaram os disparos. Na hora que ouvi os barulhos, no começo achei que fosse barulho de escapamento de moto, porém os tiros eram secos e foram mais de seis. A gente viu o carro dando arrancada no sentido Bandeirantes. Atravessou o Bom Retiro e foi para o Bandeirantes”, mencionou um policial militar que estava nas proximidades.

Robson faleceu no local e a morte dele foi constatada por uma médica, às 20h15 de sexta-feira. Bruno foi socorrido ao Hospital Municipal e Maternidade Governador Mário Covas, em Hortolândia, em estado grave. Consta no registro policial que ele também faleceu.

O local do crime foi preservado por policiais militares e duas policiais civis também estiveram no local para começar as investigações. No local peritos apreenderam um projétil deflagrado e um celular IPhone rachado na lateral de propriedade do empresário. Também foi feita perícia no carro. No local os policiais não localizaram câmeras de vigilância ou testemunhas oculares do fato, traz o registro policial.

Consta no boletim de ocorrência que o irmão do empresário mencionou que a vítima tinha o hábito de dormir algumas vezes na casa da namorada em Hortolândia. O boletim foi registrado como homicídio no Plantão Policial de Hortolândia pelo delegado Elias Yuao Kobayashi. Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

Fonte: Portal Todo Dia

Da redação

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos abaixo, sendo certo que as opiniões não representam a opinião do portal CBA Notícias.Tem uma denúncia ou sugestão de reportagem, contate-nos: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.